logo
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aenean feugiat dictum lacus, ut hendrerit mi pulvinar vel. Fusce id nibh

Mobile Marketing

Pay Per Click (PPC) Management

Conversion Rate Optimization

Email Marketing

Online Presence Analysis

Fell Free To contact Us
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aenean feugiat dictum lacus

1-677-124-44227

info@your business.com

184 Main Collins Street West Victoria 8007

Top

Cultura da inovação: Repensando Produtos e Processos

Cultura da inovação: Repensando Produtos e Processos

O que faz uma empresa se destacar em 2018? Mais que criatividade e inovação, as pessoas dentro das empresas precisam pensar fora da caixa. Elas precisam pensar como um hacker, um designer e um maker.

PENSAR COMO UM HACKER

Inovar é resolver problemas complexos, e esse processo começa quando a empresa é proativa e identifica o que o consumidor não consegue resolver. Mas o cliente não é a única fonte de pesquisa. Podem-se descobrir problemas em qualquer lugar: conversando com pessoas, lendo o jornal, abrindo os olhos para o mundo.

Quem está aberto ao ambiente fica sensível a problemas e oportunidades. Esse é o perfil do gerador – aquele que sempre procura problemas que viram oportunidades. A segunda fase é a de conceitualização, onde outros profissionais pegam essas oportunidades e a transformam em um problema bem definido e compreensível.

Ser hacker é olhar as coisas que estão à sua e criar novos usos para elas. É ser alguém capaz de resolver problemas de uma forma simples e natural sem precisar de planilha ou de várias reuniões.

PENSAR COMO UM DESIGNER

Pensar como usuário. Quando a gente percebe como o design funciona, começa a entender melhor para quem estamos fazendo as coisas.

Pensar como um designer é o tipo de pensamento que as crianças tem quando usam a imaginação como ferramentas para solucionar desafios do seu cotidiano. A partir da criatividade, todos nós somos convidados a resolver problemas que nos incomoda, a imaginar com possíveis soluções, fazer com que a solução escolhida entre em prática e, por fim, compartilhar esse percurso para inspirar outras pessoas.

  • Sentir
  • Imaginar
  • Fazer
  • Compartilhar

Pensar como designer nada tem haver com saber desenhar. Veja, está relacionado a imaginação e tão apenas ao exercício da imaginação. Quando a gente percebe como o design funciona, começa a entender melhor para quem estamos fazendo as coisas. Pensar como usuário e conceber um produto ou serviço novo a partir de uma experiência.

Pensar como designer é pensar como usuário.

PENSAR COMO UM MAKER

Ser maker, nada mais é que ter uma ideia e implementá-la.

É ser empreendedor, maleável, autônomo, responsável e independente. A essência maker tem muita relação com a cultura de startups: não há a estrutura de grandes corporações, em que é necessário fazer muitas reuniões e projetos para implementar uma mudança ou criar uma nova estratégia.

Implementar processos de startup na estratégia, estrutura, processos, cultura, gestão de pessoas e sistemas é exatamente o que muitas grandes empresas hoje estão tentando fazer.

O maker não é uma pessoa que tem uma ideia para fazer um software e que espera buscar investimento de um venture capital para ficar rico e famoso. Ele é o cara que tem uma ideia, vai lá e faz.

 

Nenhum Comentário

Desculpe, o formulário de comentários está desativado neste momento.