logo
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aenean feugiat dictum lacus, ut hendrerit mi pulvinar vel. Fusce id nibh

Mobile Marketing

Pay Per Click (PPC) Management

Conversion Rate Optimization

Email Marketing

Online Presence Analysis

Fell Free To contact Us
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aenean feugiat dictum lacus

1-677-124-44227

info@your business.com

184 Main Collins Street West Victoria 8007

Top

São Paulo: Solo inovador no Brasil

São Paulo: Solo inovador no Brasil

Quando se fala de cidades tecnológicas, a região da Califórnia, que abriga o Vale do Silício, logo vem à mente. Lá estão situadas as sedes das principais empresas do ramo, como Google, Facebook, Apple e Netflix. Porém, segundo a agência de inovação australiana 2thinknow, a cidade de São Francisco ainda não é considerada a mais inovadora do mundo.

Em terceiro lugar, a região fica atrás de Tóquio e Londres no ranking que elenca as 100 cidades mais inovadoras do mundo. A capital japonesa figura pela primeira vez como campeã da lista. Caindo três posições em relação a 2017, São Paulo é o único solo inovador brasileiro que aparece no levantamento, ocupando o 79º lugar.

A cidade com maior salto no ranking foi Austin, no Texas. A cidade subiu 18 posições e aparece agora em 29º lugar. Já Barcelona teve a maior queda, ficando em 30º, com 17 posições a menos em relação a 2017.

As cidades são avaliadas com base em 31 segmentos relacionados à indústria e à economia. Além destes, outros 162 indicadores de inovação. Para gerar o ranking, os analistas compilam a pontuação em três fatores principais. São eles: ativos culturais, infraestrutura humana e mercados em rede.

Você pode conferir a tabela com as 50 cidades mais inovadoras de 2018 e as principais empresas com sede em cada uma delas, aqui.

A cidade mais inovadora no Brasil

Nos últimos anos, surgiram vários exemplos de centros de inovação que fomentam negócios e buscam a interatividade empresarial por meio da inovação.

Desde os privados como a Wayra, da Telefônica, ou o Cubo, do Itaú, até aqueles baseados em uma cultura de comunidade como o Google Campus, do Google, e o Estação Hack, do Facebook.  Além dos independentes como o Ahoy! Berlin. Todos eles, no entanto, buscam fomentar um ambiente de negócios inovador e baseado em métodos ágeis.

Wayra

A aceleradora Wayra chegou ao Brasil em 2011 trazida pela Telefônica. O espaço é uma iniciativa global da empresa espanhola focada em aceleração e desenvolvimento de startups. A Wayra já investiu mais de R$ 10 milhões e financiou cerca de 1700 projetos.

Cubo

Criado em 2015, o Cubo é uma parceria do Itaú e o fundo de investimentos Redpoint eVentures. No primeiro semestre de 2018 ampliou sua capacidade de incubar startups para 210 empresas.

Oxigênio

Inaugurada em setembro de 2015, a Oxigênio é a aceleradora de startups criada pela Porto Seguro. Soma com a parceria com a Plug and Play Tech Center, uma das maiores aceleradoras do Vale do Silício.

Ahoy! Berlin

O Ahoy! Berlin foi fundado na Alemanha em 2012 e chegou ao Brasil em junho de 2016. O espaço consiste em um coworking e, recentemente, também vem realizando eventos e dinâmicas de interação para grandes empresas.

Google Campus

Inaugurado em junho de 2016, o Google Campus é o primeiro espaço de inovação do Google na América Latina. O espaço é aberto para a cidade de São Paulo com foco no empreendedor.

Estação Hack

Inaugurado pelo Facebook, é um centro de inovação dedicado a oferecer cursos de programação, desenvolvimento de aplicativos e empreendedorismo digital a jovens brasileiros. De acordo com a empresa, é o primeiro centro de inovação do Facebook no mundo.

Farol

O caçula de todos eles é o Farol, do Santander. Localizado no antigo prédio do Banespa, o espaço abrigará dinâmicas de inovação com startups. A proposta é entregar à cidade de São Paulo um espaço de discussão sobre arte, empreendedorismo e trabalho que olhe para o futuro.

Habitat

O coworking Habitat é o espaço de inovação do Bradesco. O prédio está localizado na região da Avenida Paulista e sediar empresas como Claro, Alelo, Microsoft e algumas startups. No espaço, também acontecem eventos.

Nenhum Comentário

Desculpe, o formulário de comentários está desativado neste momento.