logo
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aenean feugiat dictum lacus, ut hendrerit mi pulvinar vel. Fusce id nibh

Mobile Marketing

Pay Per Click (PPC) Management

Conversion Rate Optimization

Email Marketing

Online Presence Analysis

Fell Free To contact Us
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aenean feugiat dictum lacus

1-677-124-44227

info@your business.com

184 Main Collins Street West Victoria 8007

Top

Shark Tank: Como vencer desafios sob a ótica do empreendedorismo

Shark Tank: Como vencer desafios sob a ótica do empreendedorismo

Não é nenhum segredo: todo empreendedor, seja ele grande ou pequeno, enfrenta uma sequência interminável de desafios em seus negócios quase que diariamente. E Se você acha que por serem donos  do seu próprio negócio os empreendedores conseguem parar e desfrutar do seu tempo, o cenário não é bem esse.

Quando parece que as coisas estão caminhando com a gestão de pessoas, surge uma crise financeira. Quando dinheiro já não é mais um problema, é regulada uma nova lei que modifica todo o setor em que o negócio atua. São tantos problemas que o empreendedor acaba gastando parte considerável do seu tempo tentando apagar incêndios e, por falta de foco, acaba não dedicando tempo e atenção necessários para resolver seus maiores desafios.

O programa Shark Tank

O programa estreou em 2009 abrindo portas para empreendedores norte-americanos emplacarem suas ideias. Ao longo de sete temporadas, o reality show já garantiu o investimento necessário para muitos projetos saírem do papel. A lógica é simples: os participantes se inscrevem munidos de empreendimentos que possam despertar o interesse dos chamados ‘tubarões’, os investidores que formam a bancada do programa.

Os jurados avaliam cada projeto e podem explorá-los fazendo perguntas aos futuros empreendedores. Ao final, o veredito é dado em forma de proposta de investimento que, na maioria dos casos, é firmada em troca de uma parte percentual do negócio escolhido.

A versão brasileira surgiu em 2016 e reúne empresários do mercado brasileiro dispostos a investir em novos projetos de empreendedorismo — se forem convencidos, claro — ou, no mínimo, de darem dicas aos novos empreendedores durante as apresentações.

Lições de empreendedorismo que aprendemos com Shark Tank:

1. Saiba como apresentar a sua ideia.

Existe uma forma específica de se apresentar uma ideia de negócio para um potencial investidor. Não sei se você já ouviu falar, mas chama-se de “pitch de elevador” ou “pitch de venda”. Considerando que investidores não têm muito tempo a perder, o pitch é uma apresentação curta de 2 a 5 minutos (daí a analogia com o elevador) com objetivo de despertar o interesse do investidor pelo seu negócio.

Por isso, deve conter apenas as informações essenciais. Os detalhes podem ser explicados depois, em uma etapa seguinte da negociação. Basicamente, ele deve abranger os seguintes tópicos:

  1. Qual é o problema que você resolve
  2. Qual é o mercado que irá atuar.
  3. Qual é a sua solução.
  4. Quais são os seus diferenciais.
  5. Qual investimento está buscando.

2. Avalie corretamente o seu negócio

Quanto vale a minha empresa?

Essa avaliação, geralmente, é um dos pontos mais valorizados pelo investidor, pois interfere diretamente no montante a ser investido no negócio. E vemos isso em todos os episódios do programa, pois os tubarões batem muito nessa tecla. Só tenha cuidado para não fazer como alguns participantes do programa, que, mesmo tendo faturamentos anteriores, calculam o valuation em projeções de vendas futuras, geralmente superestimando o valor da empresa.

Em um dos episódios, um empreendedor avaliou sua empresa em milhões de reais, sendo que ainda não havia vendido uma única peça do seu produto.

A investidora Cristina Arcangeli afirmou que a elaboração do valuation do negócio com base no tamanho do mercado de atuação e não no faturamento real foi o que mais a incomodou nas apresentações dos empreendedores. E, por conta disso, muitos negócios não foram fechados.

3. Você pode dizer não

Ao lidar com os investidores, você deve descobrir o que de antemão você está disposto a dar, até quanto você está disposto a negociar, o quanto seria o mínimo aceitável de capacitação para alguém entrar.

Você está construindo o seu negócio dos sonhos por razões específicas, o investimento é apenas um meio para realizar esse sonho mais rápido. Não tenha medo de dizer não aos investidores que não estão totalmente alinhados com a sua visão.

4. Não existe monopólio sobre boas ideias

O bordão “criar uma ratoeira melhor”, repetido algumas vezes por O’leary no programa, já é conhecido pelos espectadores. Mas o que ele quer dizer com isso?

Basicamente, significa que podem haver soluções melhores para algo já existente. Portanto, se você sente que pode preencher uma lacuna em algum produto ou serviço e deixá-lo mais completo, mãos à obra!

5. Uma ideia genial não garante o sucesso, é preciso persistir

Primeiramente, você deve ter consciência de que soluções perfeitas não surgem com um estalar de dedos. Uma série de adaptações serão necessárias até que o produto ou serviço esteja pronto. Além disso, uma ideia, por mais excepcional que seja, não garante, por si só, o sucesso do negócio.

Trabalhar arduamente é um requisito para qualquer empreendedor. Como dissemos lá no início, obstáculos e desafios surgirão a todo momento e, para enfrentá-los e superá-los, força de vontade e persistência são essenciais.

6. Seja obcecado pelo seu negócio

Uma das premissas básicas de um empreendedor: amar o que faz. Do contrário, cada adversidade será encarada com muito mais resistência. Se o seu negócio for “mais um dos seus planos”, sua chance de fracassar aumenta consideravelmente.

Empreender requer empenho, energia, e motivação. E você vai concordar que, não amando o que faz, fica bem mais difícil se dedicar o suficiente.

7. Você pode fazê-lo

Dedique-se, empreenda, saia da caixa… Faça!

 

 

Nenhum Comentário

Desculpe, o formulário de comentários está desativado neste momento.